FIELDING (1707-1754)

Nisso, já o dissemos, discordava da esposa; como discordava, realmente, em todas as outras coisas. Pois, embora suponham muitas pessoas avisadas que uma afeição estribada no entendimento seja mais durável do que a que se funda na beleza, não foi isso o que se deu no caso de que tratamos. Digo mais, o entendimento de cada qual era o osso principal por que se desavinham, e a grande causa de muitas brigas que entre eles surgiam, de vez em quando; e que, afinal, resultaram, por parte da esposa, num soberano desprezo do marido; e, por parte deste, num completo aborrecimento daquela.

Como ambos exercitassem os seus talentos principalmente no estudo da teologia, foi este, desde que pela primeira vez se conheceram, o tópico mais comum de conversação entre eles. O capitão, como homem bem educado, antes do casamento, renunciara sempre à sua opinião em favor da opinião da senhora; e isso, não com os modos desairosos e toscos de um parvo presumido, o qual, ao passo que cede cortesmente num argumento diante de um superior, quer que saibam ainda que se julga com razão. O capitão, pelo contrário, suposto fosse um dos homens mais orgulhosos do mundo, concedia tão completamente a vitória à antagonista, que esta, sem lhe duvidar da sinceridade, retirava-se sempre da disputa cheia de admiração ao próprio entendimento e de amor ao dele.

TOM JONES
LIVRO SEGUNDO
CAPÍTULO VII
Rápido bosquejo de felicidade que os casais prudentes podem sacar do ódio; com uma curta apologia das pessoas que não fazem caso das imperfeições dos amigos

Comentários