MIL E UMA NOITES

Se não deves tuas desgraças senão ao teu escravo, como é que não pensas em desembaraçar-te dele?


Não sabes que os escravos são numerosos, e que tua alma é uma só e não poderá ser substituída?

Comentários