BOCCACCIO (1313-1375)

— Jovens mulheres: como, nas noites límpidas, as estrelas são o ornamento do céu; como, na primavera, são as flores o ornamento dos prados verdejantes; e como, das colinas, o são os arbustos floridos; assim também, dos costumes louváveis e dos belos raciocínios, o ornamento são as sentenças elegantes. Estas sentenças, precisamente por serem breves, muito melhor ficam na boca das mulheres, do que na dos homens, pois é às mulheres, muito mais do que aos homens, que se desaconselha o falar em demasia. Seja qual for a causa, ou a malvadeza do nosso espirito, ou a inimizade particular que os céus hajam votado aos nossos séculos, a verdade é que, hoje, poucas mulheres restam — ou talvez mesmo nenhuma reste — das que sabem falar a alguém, no momento oportuno, ou das que, se lhes fala, sejam capazes de entender como se deve; e está é uma vergonha geral para todas nós.

O DECAMERÃO
Sexta Jornada: Elisa
Primeira Novela: Filomena

Comentários