CHARLES BAUDELAIRE (1821-1867)

O ESPELHO

UM HOMEM horrível entra e mira-se no espelho.

- Por que se olha ao espelho, se sente desgosto sempre que nele se vê?

O homem horrível me respondeu:

- Senhor, de acordo com os imortais princípios de 89, todos os homens são iguais em direitos; tenho, pois, o direito de me olhar; se com prazer ou com desprazer, isso interessa à minha consciência.

Em nome do bom senso, eu tinha razão, sem dúvida; mas, do ponto de vista da lei, ele não estava errado.


Comentários