FLAUBERT (1821-1880)

Depois de ela ter batido a pedra da binga em seu coração sem conseguir tirar nenhuma faísca, incapaz, além disso, de compreender o que não estava sentindo, como de acreditar em tudo que não se manifestava por formas convencionais, persuadiu-se sem dificuldade de que paixão de Charles não tinha mais nada de exorbitante. Suas expansões tinham se tornado regulares; ele a beijava em certas horas. Era um hábito entre outros, e como uma sobremesa já prevista, depois da monotonia do jantar.

MADAME BOVARY



Gustave Flaubert foi um escritor francês. Prosador importante, Flaubert marcou a literatura francesa pela profundidade de suas análises psicológicas, seu senso de realidade, sua lucidez sobre o comportamento social, e pela força de seu estilo em grandes romances, tais como Madame Bovary (1857), A Educação Sentimental (1869), Salambô (1862) e contos, tal como Trois contes (1877).

Comentários