FLAUBERT (1821-1880)

Um homem, ao contrário, não devia acaso conhecer tudo, exceder em atividades múltiplas, iniciar-se nas energias da paixão, nos refinamentos da vida, em todos os mistérios? Mas ele não ensinava nada, não sabia nada, não desejava nada. Achava que ela estava feliz; e ela tinha raiva dele por essa calma tão bem assentada, por essa gravidade serena, em razão mesmo da felicidade que ela lhe dava.

MADAME BOVARY



Gustave Flaubert foi um escritor francês. Prosador importante, Flaubert marcou a literatura francesa pela profundidade de suas análises psicológicas, seu senso de realidade, sua lucidez sobre o comportamento social, e pela força de seu estilo em grandes romances, tais como Madame Bovary (1857), A Educação Sentimental (1869), Salambô (1862) e contos, tal como Trois contes (1877).

Comentários