BOCCACCIO (1313-1375)

— Tenho o propósito de contar-lhes uma burla que foi realmente praticada por uma bela mulher, em relação a um religioso circunspecto. A burla daria prazer de ser feita contra todo secular, tanto mais quanto é verdade que os religiosos, em sua maior parte, são estultos. Homens de maneiras estranhas e de costumes extravagantes; julgam que de tudo sabem mais do que os outros, e que mais do que os outros valem. Na verdade, porém, eles valem muito menos, uma vez que, por vileza de ânimo, não possuindo estímulos para se encaminharem na vida, como os outros homens, se refugiam, como os porcos, onde sabem que lhes está assegurado o de que comer. Contarei a referida burla, oh! agradáveis mulheres, não somente para prosseguir na ordem encetada, mas também para torná-las precavidas; com frequência, os religiosos — nos quais nós, extremamente crédulas, depositamos fé excessiva — podem ser, e uma e outra vez realmente são, habilmente burlados, não apenas por homens, mas também por algumas de nós.

O DECAMERÃO
Terceira Jornada: Neifile
Terceira Novela: Filomena

Comentários