STENDHAL (1783-1842)

Era uma alma ingênua, que nunca sequer cogitara julgar o marido e confessar a si mesma que ele a aborrecia. Supunha, sem o dizer, que entre marido e mulher não podia haver relações mais doces. Gostava do sr. de Rênal sobretudo quando ele lhe falava de seus projetos para os filhos, destinando um deles às armas, o segundo à magistratura e o terceiro à igreja. Em suma, achava o sr. de Rênal muito menos enfadonho do que qualquer outro homem de suas relações.

O VERMELHO E O NEGRO

Comentários