PASCAL (1623-1662)

O homem não passa de um caniço, o mais fraco da natureza; mas é um caniço que pensa. Não é preciso que o universo inteiro se arme para esmagá-lo: um vapor, uma gota de água basta para matá-lo. Mas, ainda que o universo o esmagasse, o homem ainda seria mais nobre do que o que o mata, pois sabe que morre e a vantagem que o universo tem sobre ele; e o universo não sabe nada disso. 

Toda a nossa dignidade consiste, pois, no pensamento. É dele que devemos depender, e não do espaço e da duração, que não saberíamos encher. Trabalhemos pois bem pensar: eis o princípio da moral.

Blaise Pascal foi um físico, matemático, filósofo moralista e teólogo francês.


Comentários