MIL E UMA NOITES

Facho nas trevas, ela aparece, e eis o dia! Ela aparece e de sua luz iluminam-se as auroras.

Os sóis irradiam-se de sua claridade e as luas do riso de seus olhos!

Que os véus de seu mistério se rompam, e logo as criaturas se prosternem em êxtase a seus pés!

E que diante das doces cintilações do seu olhar, a umidade das lágrimas passionais molhe os cantos de todas as pálpebras!

Comentários