AVE SOL!

JORGE DE LIMA


Ave sol que entretém o noivado das asas
E a cisão regular dos gérmens, das bactérias,
Desde o feio paul, das podridões, das vasas
Às carícias carnais, humanizadas, sérias!


Réstia de sol, saúda o noivado nas casas,
Os noivados do mar: dos corais, das artérias!
Ave sol que entreténs, alimentas e casas
O que habita o paul e o que possui artérias!



Ave sol que entreténs o noivado das flores,
O noivado brutal dos chacais, das panteras,
E o noivado vocal dos pássaros cantores!


Ave sol! Ave sol! É o loirecer do fruto...
Ave sol! Ave sol! É o regougar das feras...
É o cântico vital que em toda a parte escuto!

Comentários