TRISTE REALIDADE

07/03/2017

Nesse triste cancioneiro
os sinos do relógio
são os tesouros do mundo.

A graça gratuita das nuvens
são os espelhos terrestres.
A pessoa se olha no espelho
e vê o suplício sem fim.


A música é a alma
que é difícil explicar
sua essência.

A estrela e a pedra
mostram as três faculdades
da destruição da humanidade.

Precedido de paixão
sem nenhum convivência
apareceu o adormecido
com leis e princípios.

JANAINA RAMOS


Comentários