CHUVA, CANSAÇO, SONO E PROCRASTINAÇÃO

Estou um pouco em estado de susto. Cheguei em casa após no serviço e extremamente cansada e com sono, comi algumas torradas e tomei uma vitamina, depois subi no meu quarto, assisti um episódio de That '70s Show no Netflix, em seguida fui tirar um cochilo de uma hora às 20h30 com intenção de acordar às 21h30 para assim poder digitar os trechos interessantes das leituras do últimos dias, e também, escrever a critica da obra de Balzac que tinha prometido e ainda não fiz. Porém, devia estar muito cansada que nem ouvi o despertador tocar e acabei de despertar.


Hoje caiu uma chuva forte com muita ventania que senti um pouco de medo em relação à revolta da natureza que se vingança das ações da humanidade. Minha preocupação era em relação a alguma árvore cair numa casa, e até mesmo na minha que corre esse risco, se acontecer a tragédia será enorme. 

Peço desculpas às minhas leitoras e aos meus leitores por não estar podendo cumprir com os meus combinados de postagens. Aos poucos vou me adequando e coordenando o tempo. O que me atrapalhou nesse final de semana de não poder digitar os trechos das obras literárias foi por não ter estado com o notebook e digitar pelo celular iria prejudicar os meus dedos devido aos formigamentos que sinto na última semana. 

Amanhã (que será daqui alguns minutos) irei escrever alguns poemas e contos para a posteriori programar as postagens, além disso, irei digitar esses trechos. Bom, felizmente tenho cumprido os depoimentos pessoais de um por dia durante a semana (segunda-feira a sexta-feira) e assim aos finais de semana ter um descanso para mim nessa escrita. Então, por enquanto, não estou conseguindo cumprir com os trechos literários que são postados após a leitura que faço do dia anterior.

E encerro hoje por aqui esperando que nos dias posteriores eu consiga cumprir com as minhas programações para esse blog.

Foto tirada hoje no ponto de ômibus debaixo de chuva esperando ir embora para casa após o serviço

Comentários