PAIXÃO SOLITÁRIA

(27/04/2009)

Sinto falta de viver uma paixão,
Uma paixão doentia que corrói a alma,
Que acarreta na perda dos sentidos da razão,
Paixão que alimenta ilusões acerca da própria paixão.

Saudade daqueles tempos de menina moça,
Acabei de tornar-me mulher,
Ainda não faz tanto tempo
Que a inocência e a pureza faziam parte de mim.
Apaixonei-me somente uma vez,
A minha paixão durou três anos,
Há três anos que o esqueci.

Já passaram seis anos do momento
Em que apaixonei pela minha antiga paixão,
Não apareceu outra a preencher o vazio do meu coração.

JANAINA RAMOS


Comentários