DISTÂNCIA

(26/06/2014)

Escrevo para sufocar a saudade,
para não pensar em ti
e não sentir a sua falta.

Coração distante entre dois seres
separados pela distância.
Longínquo o tempo do reencontro.
Céus e chuvas, fúrias e tormentas,
pântanos e desertos, bosques e jardins
para atravessar e te enfrentar.

Grito a plenos pulmões
para não perder a ocasião
e te dar um longo abraço.

O que seria da desconfiança,
incerteza e dúvida de lamentar
não poder te ver ou ouvir sua voz?

JANAINA RAMOS


Comentários