28 ANOS COM 82 QUILOS

Eu sofro do efeito sanfona, em outras palavras, num curto período de tempo emagreço e engordo / engordo e emagreço em um ciclo sem fim. Não é nada saudável isso, é adequado manter o mesmo peso num longo período de tempo, independente se a pessoa seja gorda ou magra desde que a mesma se aceite como tal.

A questão não é a não aceitação do meu corpo atual, pois, sinceramente, não dou importâncias ao padrão estético de beleza imposto pela mídia. Reconheço me sentir um pouco incomodada por estar acima dos 80 quilos, fato que nunca tinha me ocorrido, mas a cada "perda de peso" eu "engordava mais" tempos depois. Isso não pode repetir mais, pois devo manter um peso fixo com uma reeducação alimentar saudável e exercícios físicos.


Eu como feminista sou defensora de que a mulher é dona do próprio corpo e deve se sentir bem do jeito que é independente da opinião das outras pessoas. Afinal, falando a real, quase ninguém é feliz com o próprio corpo ou aparência, a diferença é como se trabalha a própria aceitação de si. Há dias que nos sentimos felizes conosco, outros que não suportamos a própria imagem refletida no espelho. Estou descontente com o meu corpo, mesmo o meu namorado dizendo que não estou tão gorda quanto penso, porém, eu me sinto gorda.

Não desejo ser magra somente por me sentir bem com a minha aparência, mas o motivo principal é por causa da saúde. Eu tenho uma doença degenerativa e auto-imune que ataca as articulações do corpo, o sobrepeso me prejudica, não posso estar acima do peso, logo, como já estou, sinto inúmeras dores, falta de fôlego para fazer atividades rotineiras como curtas caminhadas. A minha doença é artrite reumatoide precoce, segundo pesquisa realizada no Google atinge 1% da população mundial, logo penso se sou uma privilegiada ou amaldiçoada. Não há cura, recuso a tomar remédios, aprendi a viver com as dores 24 horas por dia, além do que a cada medicação nova só faz efeito no começo pois o corpo vicia sendo necessária de trocar a medicação, que, por conseguinte, pode afetar outros órgãos do corpo.

Ontem comecei a reeducação alimentar por conta própria, deu certo na parte do dia, mas, quando cheguei em casa após o serviço abri a geladeira e vi doces, não resisti e comi. Mês que vem irei procurar nutricionista para seguir uma dieta adequada, enquanto isso vou me policiando e tentar evitar às tentações de doces, massas e bebidas alcoólicas que amo tanto. Ontem também retornei às atividades físicas, enquanto assistia Narcos no Netflix com o tablet nas mãos fiquei na esteira, e depois fiz exercícios de braço com halteres de 2 k cada, perna com tornozeleira de peso de 3 k cada, abdominais. Espero continuar nesse ritmo e não ter preguiça em fazer exercícios físicos em casa, posteriormente estarei frequentando academia com personal trainer, mas isso só quando estiver morando em definitivo em São Paulo.

Estou com 28 anos pesando 82 quilos, minha meta é chegar entre 62 a 65 quilos e manter esse peso com reeducação alimentar e exercícios físicos. Nem preciso dizer que estou quase chegando aos 30 logo terei de aproveitar o agora para chegar onde desejo alcançar. Nesse blog estarei documento a minha trajetória da perda de peso, contando a minha experiência, sucessos e frustrações. 

JANAINA RAMOS

Comentários

  1. Boa sorte nessa jornada Janaina.
    Sei que não é fácil!
    Um beijo

    http://http://anaapaulalimaa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Postar um comentário