CAMÕES (1524-1580)

Meio caminho a noite tinha andado,
E as estrelas do céu co'a luz alheia
Tinham o largo mundo alumiado,
E só co'o sono a gente se recreia.
O Capitão ilustre, já cansado
De vigiar a noite que arreceia,
Breve repouso então aos olhos dava;
A outra gente a quartos vigiava,

Luís Vaz de Camões foi um poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Pouco se sabe com certeza sobre a sua vida.

Comentários

  1. Camões é sempre deslumbrante, seja na sua epopeia ou na lírica:

    "Erros meus,má fortuna,amor ardente
    Em minha perdição se conjuraram;
    Os erros e a fortuna sobejaram,
    Que para mim bastava amor somente.
    Tudo passei; mas tenho tão presente..."

    ResponderExcluir

Postar um comentário