A PALAVRA LISOL

MURILO MENDES


A letra L fornece pensamento às pedras
Enquanto os anjos da Assistência
Pensam em parar o automóvel.
Quem virá na curva da rua?
Pode vir o gigante da Guatemala,
Pode saltar das órbitas do vestido
O seio de uma doente.
Posso eu mesmo parar na esquina da rua,
Entrar subitamente no automóvel
Aos gritos
E, derrubando os anjos da Assistência,
Boxear com a eternidade.

Murilo Mendes
(13 de maio de 1901, Juiz de Fora, Minas Gerais - 13 de agosto de 1975, Lisboa, Portugal)
Murilo Monteiro Mendes foi um poeta e prosador brasileiro, expoente do surrealismo brasileiro.

Comentários