SAUDAÇÃO A ISMAEL NERY

MURILO MENDES


Acima dos cubos verdes e das esferas azuis
um Ente magnético sopra o espírito da vida.
Depois de fixar os contornos dos corpos
transpõe a região que nasceu sob o signo do amor
e reúne num abraço as partes desconhecidas do mundo.
Apelo dos ritmos movendo as figuras humanas,
solicitação das matérias do sonho, espírito que nunca descansa.
Ele pensa desligado do tempo,
as formas futuras dormem nos seus olhos.
Recebe diretamente do Espírito
a visão instantânea das coisas, ó vertigem!
penetra o sentido das idéias, das cores, a totalidade da Criação,
olho do mundo,
zona livre de corrupção, música que não pára nunca,
forma e transparência.

Murilo Mendes
(13 de maio de 1901, Juiz de Fora, Minas Gerais - 13 de agosto de 1975, Lisboa, Portugal)
Murilo Monteiro Mendes foi um poeta e prosador brasileiro, expoente do surrealismo brasileiro.

Comentários

  1. Muito bem, após horas de navegação inglória, de calmaria virtual, encontro, ainda uma vez, um lindo lugar, de apuro estético, bom gosto, para estar, para voltar... Que bom! Um blog cinco estrelas. Voltarei muitas vezes aqui, não para homenagear o seu apuro, que dispensa isto, mas para o meu prazer. obrigado pela oportunidade de desfrutar do seu trabalho. Você pode se orgulhar dele. Beijos. Domingos.

    ResponderExcluir

Postar um comentário