BALZAC (1799-1850)

...uma moça tem ilusões demais, inexperiência demais, e o sexo é por demais cúmplice de seu amor, para que com ele possa um rapaz sentir-se lisonjeado, ao passo que a outra [uma mulher] conhece toda a extensão dos sacrifícios a fazer. Onde uma se deixa arrastar pela curiosidade, por sugestões estranhas às do amor, a outra obedece a um sentimento consciente. Uma cede, a outra escolhe: essa escolha já não é uma grande lisonja?

Honoré de Balzac foi um prolífico escritor francês, notável por suas agudas observações psicológicas. É considerado o fundador do Realismo na literatura moderna.


Comentários