O RETRATO DO SUICIDA

JANAINA RAMOS

Pétalas brancas sujas de sangue,
no oceano vermelho o cadáver
dorme o último sono.

Sonha perdido no universo
na inconsciência do ser.
Olhos apagados nas estrelas.

O tempo não reescrito.
Hora de acordar e pintar
o póstumo retrato.

Comentários