FURACÃO

JANAINA RAMOS

A destruição bateu na porta
sombria e negra como o fim
que está próximo do espelho.

O reflexo reflete a guerra
da esperança pela vida.
O vento sopra a voz suave
a ruína de uma lembrança
do precipício.


Comentários