DESMOTIVAÇÃO

JANAINA RAMOS

(25/02/2009)

Meu coração dilacera em lagrimas,
Sofro com o mais puro amor
A ausência do meu amado.

Não sou digna de pena e nem de compaixão,
O meu sofrimento não tem justificativa,
Sofro e não estou feliz.
Quero ser feliz,
Não prender-me muito,
Sou a carrasca dos meus pesares.

Em vão que não tenho vontade de nada,
Não sinto fome,
Não há inspirações a escrever…

Martirizo-me em meus prantos,
Choro durante dias,
Minhas lágrimas são inúteis.

Cansei de sofrer inutilmente durante anos,
Sofro sem nenhum motivo,
Não há razões ao meu pesar.

Queria poder rir da minha desgraça,
Ignorar o meu suplicio
E seguir o meu caminho sem lamentações.

A depressão me persegue,
Devo libertar-me dela
Antes que corrompa a minha alma.

Comentários