CONFISSÕES

JANAINA RAMOS

(26/06/2014)

O mundo das fadas
Não existe para o amor
Imaginário idealizado.

Tradição das ideias
Em viver um único amor
Ao abandono dos sentimentos.
Desejar amar só um homem
Na idealização da perfeição
Que seja belo que nem eu.

Paixão platônica
Na beleza dos cachos gregos
E da brutalidade medieval.

O fruto alimentado no choro
Do passado desprezado
Pelo desejo de um beijo.

A distância de recordar
A existência de novos amores
Criado por ilusões.

Sedução inconsciente
Pelo olhar roubado
De um homem em convulsão.

Amores passageiros
Da mulher que nunca amou
E foi amada por vários.

Amante dos livros
Na sabedoria dos amores
Presos entre páginas.

Comentários