HOMEM PENSANDO

MURILO MENDES


O homem solto no mundo
pensa a mulher que nasce debaixo do olhar dele
e não pára nunca, não acaba,
cresce, vive com os outros seres,
é uma criança, cresce, brinca de roda,
carneirinho carneirão olha pro céu olha pro chão,
descobre o corpinho dela no colégio,
fica horas e horas esquecida no espelho,
gruda com o namorado parecido com um ator de cinema,
casa ao som da marcha alemã com flores e telegramas
desdobra-se nos filhos dela
reparte-se com as amigas e os vizinhos,
morre vendo a vida dela projetada pra trás no último instante
vai num átomo povoar o caminho dos astros
e ainda gira até agora com o corpo branco
na cabeça do homem.

Murilo Mendes
(13 de maio de 1901, Juiz de Fora, Minas Gerais - 13 de agosto de 1975, Lisboa, Portugal)
Murilo Monteiro Mendes foi um poeta e prosador brasileiro, expoente do surrealismo brasileiro.

Comentários