ANTERO DE QUENTAL (1842-1891)

Encostados às grades da prisão, 
Olham o céu os pálidos cativos. 
Já com raios oblíquos, fugitivos, 
Despede o sol um último clarão. 

Entre sombras, ao longe, vagamente, 
Morrem as vozes na extensão saudosa. 
Cai do espaço, pesada, silenciosa, 
A tristeza das cousas, lentamente.

Antero Tarquínio de Quental foi um escritor e poeta português do século XIX que teve um papel importante no movimento da Geração de 70.


Comentários