JUNQUEIRA FREIRE (1832-1855)

Os homens odeio,
Com ódio profundo,
Com ódio que o mundo
Não pode entender.
Então, quanto quero,
Derramo do peito,
O fel, que desfeito,
Não posso conter.

Obras Poéticas

Luís José Junqueira Freire foi um poeta brasileiro. Sua obra lírica divide-se em religiosa, amorosa, filosófica, popular e alguma poesia social, de tom declamatório, precursora de Castro Alves. Participou da segunda geração romântica.

Comentários