RECORTES LITERÁRIOS: EM BUSCA DO TEMPO PERDIDO

Marcel Proust (1871-1922)

Porém, fazia mais de um ano que, revelando a si mesmo tantas riquezas de sua alma, o amor à música nascera-lhe, ao menos por algum tempo, e Swann considerava os temas musicais como verdadeiras ideias, de um mundo diverso, de uma outra ordem, ideias envolvidas em trevas, desconhecidas, impenetráveis à inteligência, mas que nem por isso são menos distintas umas das outras, desiguais de valor e de significado entre si.

PROUST, 2004, p.275
Um amor de Swann
NO CAMINHO DE SWANN
Em busca do tempo perdido

Comentários