O SEXO E A MULHER

Sexo no primeiro encontro


Adoraria ter vivido nos anos 20 quando o romantismo ainda estava na moda. Nos primeiros encontros o homem levava a mulher para o teatro e depois a um jantar romântico, abria a porta do carro pra ela, puxava a cadeira, dava flores, a cortejava dizendo palavras carinhosas à sua formosura. Naquela época existia um maior galanteio, em hipótese alguma rolava sexo no primeiro encontro, de fato sexo somente depois do casamento. Hoje, encontros são arranjados pela internet e antes de se conhecerem já combinam se vai ou não rolar sexo.

A triste realidade pra mim que sou uma romântica à moda antiga é que a maioria dos homens preferem transar ao invés de sair em um encontro. É muito usual rolar entre os casais sexo logo no primeiro encontro. Antes tinha aquela expectativa do primeiro beijo, o momento de suspense, o clima entre troca de olhares, o beijo roubado no instante da despedida. Agora um pensamento predominante no homem é o sexo. 


Eu nunca transei no primeiro encontro, salvo uma vez que fui numa balada, fiquei com um jovem advogado e fomos pro motel na mesma madrugada, essa é uma outra situação. Já tive alguns encontros com homens que conheci pela internet, o que rola uma expectativa antes de conhecer o outro pois nem sempre a pessoa aparenta ser a mesma da fotografia, os que conheci um era muito baixo, um muito gordo, um muito magro, um muito feio. Como lidar numa situação em que conhece a pessoa pela internet e não corresponde as suas expectativas? Simplesmente desejamos desaparecer, inventar qualquer desculpa naquele momento, evitar o constrangimento de que pensarmos ser a pessoa diferente do que se imaginava. Há sempre aquele estereótipo de quando buscamos conhecer a pessoa pela internet dela ter um certo padrão de beleza estabelecida pela sociedade. Eu não posso criticar ninguém por essa atitude pois ajo assim. Não nego que procuro um príncipe encantado, correspondendo à nossa realidade seria um executivo no auge da carreira com uma bela aparência, carro na garagem, casa própria que more sozinho, solteiro e sem filhos. Então fico frustada quando conheço alguém e não é quem eu pensava que seria, acabo não ficando com ele mas não desapareço, faço companhia, acabo fazendo novas amizades e até falando de negócios.

Não lembro a última vez que fui chamada pra ir num cinema ou teatro, mais comum é receber propostas de sexo do que encontros românticos. Sexo não falta na minha vida, encontros sim. E sou contra o sexo logo no primeiro encontro, eu prefiro antes o charme e a conquista rolar antes do desejo carnal. O sexo precisa voltar a ser valorizado, cultuado como antigamente, algo precioso a ser conquistado. Talvez se eu parar de transar por um tempo e passar mais a sair nos encontros casuais o clima de suspense retornará. Eu sou mulher, tenho o poder de decidir com quem transo ou não, lógico que tenho desejos e vontades sexuais mas antes de tudo quero ser conquistada, cortejada como antigamente mesmo isso sendo difícil hoje em dia. Penso que se a mulher parar de fazer sexo por um tempo o homem voltará a ser aquele gentleman dos romances e até um príncipe encantado em nossas vidas.

JANAINA RAMOS

Comentários