Confissões de uma menininha

Hoje o Brasil fez a sua grande estreia na Copa do Mundo marcando dois gols contra a Coréia (não recordo qual delas), antes de iniciar o jogo a vida em São Paulo estava tremenda de uma loucura e bagunça. Não concordo o fato de por causa de uma simples partida de futebol altere a vida de todos inclusive a minha, não gosto de futebol e estou nem ai para a Copa. Muitos podem não gostar do que estou dizendo, mas é a minha opinião. Se eu não quero assistir ao jogo do Brasil infelizmente não posso fazer nada pois paraliza tudo, me alegra um pouco o fato de sair mais cedo do trabalho, tiro um pouco de vantagem, mas de que adianta sair mais cedo do trabalho num caos generalizado? 

Eu trabalho na Biblioteca da Casa das Rosas, sai as 14h pois a casa fechou nesse horário, o que me surpreende o fato de o futebol, algo sem cultura interferir na rotina de casas de cultura e centros culturais? O que futebol tem a ver com literatura, poesia, cultura? Nada. Mesmo assim a Casa das Rosas e outros centros de culturas fecharam no horário do jogo do Brasil. 

Ao sair da Casa das Rosas andei pela Av. Paulista, o trânsito estava pior, tudo parado, e nas calçadas uma multidão de pessoas correndo e se atropelando para poder chegar ao seu destino e assistir um jogo de futebol que está rolando no outro lado do oceano, se ao menos a Copa já fosse aqui no Brasil mas teremos de esperar até 2014.

Infelizmente durante o jogo do Brasil na Copa do Mundo não me resta escolhas, eu não sou obrigada a assistir futebol mas sou obrigada a ouvir uma gritaria, muito barulho, uma bagunça sem controle, como moro em São Paulo não tem onde fugir ou ir a um lugar calmo sem passar por tudo isso. Nem quero ver como estará o caos durante a final.

Peço desculpas se ofendi alguém, disse tudo isso pelo que sinto e acredito, escolho por não assistir a Copa mas não consigo fugir dela, estou encurralada nessa teia, sem saída, pois o que fazer durante o jogo do Brasil se tudo está fechado inclusive o meu trabalho?

Acredito que o Brasil necessite rever os seus conceitos de cultura. Futebol está longe de ser cultura e por não ser cultura não deveria influenciar tanto a vida das pessoas, creio que o Brasil seja o país que dê mais valor a Copa do Mundo do que outros países, então que venha o Hexa Brasil e que se foda o resto de nossas vidas que desperdiçamos um tempo precioso em troca de futebol, de algo que nem é cultura de verdade. 

Se querem buscar cultura de verdade podem começar a buscar a literatura, lêem um livro ou acessem os links que esse blog oferece, por que isso sim é cultura. Falo da cultura erudita, da cultura que busca o conhecimento e o enriquecimento da sabedoria, que nos faz mais humanos, que nos ajuda e nos orienta a viver e ser felizes como somos.

Comentários

  1. Ah, amor, se fosse fácil assim... O mundo seria outro, provavelmente sem o futebol (não seria ótimo?)

    Adoro as confissões de uma menininha!!!

    bjooo

    ResponderExcluir

Postar um comentário