Teus Olhos
*
*
*
São negros, são espaçosos e não se cansam.
São profundos, buscam no olhar algo
Que enxergam através da carne, dos ossos.
Nunca saberei ao certo. Teus olhos me perseguem,
Procuram em mim a verdadeira identidade,
Desconhecida até por mim mesmo,
Teus olhos vêem minha sinceridade,
Que nunca antes outros olhos haviam chegado a reparar.
*
*
Teus olhos vem como uma armadilha,
Assim quase sem querer.
Te conquista aos poucos,
Enfeitiçando-me e ludibriando meus olhares fracos...
*
*
Teus olhos são lindos.
*
*
E já me faz um homem feliz de saber
Que estes olhos gostam de mim
Que estes olhos se enchem de alegria em me ver
Ah, teus olhos...
*
Fernando Levra

Comentários