As vozes da minha alma - Janaina Ramos

Pequena passagem referente ao filme que assisti ontem no cinema, A Mulher Invisivel.

Ao sair do cinema após ter assistido ao filme refleti: "Sou que nem o personagem, ao contrário dele, que mostrou ser alguém muito pirado e imaginava relacionar com uma mulher que não existia em tempo real, causando estranhamento aos outros que o observavam, quem o visse julgaria-o de um doido insano que perdeu a noção da realidade. A minha loucura não chega ao tal estágio de distúrbio da realidade, da mente não discenir do real e do imaginário; conversar, beijar e transar com uma mulher que diante dos olhos dele era bela e perfeita, uma mulher que de tão perfeita que era duvidava-se de sua existência.

Não vou negar a minha fuga da realidade. Crio em minha mente inúmeros personagens corelacionando comigo em inúmera situações, sei que esses personagens só existem na minha mente, num mundo criado por mim, da minha mente não fugirão, não corro o risco de ser flagrada conversando sozinha como se estivesse conversando com alguém invisivel para outros olhos...

O personagem do filme interpretado por Selton Melo é um apaixonado por si mesmo, a mulher invisivel interpretada por Luana Piovani era somente uma versão feminina dele.

Não curto muito assistir aos filmes brasileiros mas esse merece muito a minha admiração. Quem ainda não assistiu vá correndo assistir A Mulher Invisivel...

Comentários