CAMÕES (1524-1580)

As armas e os barões assinalados,
Que da ocidental praia lusitana,
Por mares nunca dantes navegados,
Passaram ainda além da Taproblana,
E em perigos e guerras esforçados
Mais do que prometia a força humana,
E entre gente remota edificaram
Novo Reino, que tanto sublimaram;

E também as memórias gloriosas
Daqueles reis que foram dilatando
A Fé, o Império, e as terras viciosas
De África e de Ásia andaram devastando;
E aqueles que por obras valerosas
Se vão da lei da Morte libertando
— Cantando espalharei por toda parte,
Se tanto me ajudar o engenho e arte.

Luís Vaz de Camões foi um poeta de Portugal, considerado uma das maiores figuras da literatura em língua portuguesa e um dos grandes poetas do Ocidente. Pouco se sabe com certeza sobre a sua vida.

Comentários

  1. Já li muito da obra de Camões. É um poeta a la Indiana Jones, aventuresco e quase sem mágoas. Aprecio o seu gosto.
    Um beijo!

    P.S.: Devia deixar mais alguns posts na primeira página.

    ResponderExcluir

Postar um comentário